Manassés

Texto: 1Timóteo 2.11-13

Introdução: “Aprendemos sobre Deus ao vê-lo revelar-se a homens e mulheres falhos. O Senhor fala com eles, encoraja, disciplina, ama e castiga cada um deles”. É interessante notar que Deus trata com cada ser humano de forma individual. Neste estudo, vamos ver a anatomia de um desviado – o rei Manasses.

I – Quem foi Manasses.
     1. Existem pelo menos cinco Manasses na Bíblia. O que queremos estudar é o rei de Judá, filho de Ezequias.
     2. Seu nome significa “fazendo esquecer”.
     3. Tinha doze anos de idade, quando começou a reinar, e reinou 55 anos. Viveu 67 anos no total.
     4. “Fez o que era mal aos olhos do Senhor.” (2 Cronicas 33.2).

II – O que fez Manasses.
Provavelmente não houve em toda a historiam bíblica de Israel, um rei tão malvado quanto o foi Manasses.
     1. Não aproveitou o avivamento do período de seu pai – o rei Ezequias (2 Cr. 33.3). Antes, o seu mal exemplo foi descrito na Bíblia para nos servir de exemplo:
        a) idolatria – “levantou altares a baalins e fez bosques”.
        b) astrologia - prostrou-se diante de todo o exército dos céus e o serviu (2 Cr.33.3).
        c) profanação – profanou a Casa do Senhor, edificando altares nos pátios e colocando um ídolo (imagem esculpida) dentro do templo.
        d) paganismo – fez passar os seus filhos pelo fogo no Vale do Filho de Hinom.
        e) prostituição – conduziu o povo ao pecado (2 Cr. 33.9).
     2. Recusou-se a escutar os profetas enviados do Senhor (2 Cr. 33.10). É um grave perigo tapar os ouvidos para não ouvir a mensagem de Deus enviada pelos seus profetas.
        a) segundo a tradição, Manasses mandou serrar o profeta Isaías (Hb 12.37).

III – O que aconteceu a Manassés.
     1. Deus sempre enviou os Assírios durante a maior parte do reinado de Manasses.
     2. Os príncipes dos assírios o prenderam entre os espinhais. Às vezes Deus permite o sofrimento e que os inimigos prevaleçam um pouco, para nos lembramos de voltar ao Senhor.
     3. “O amarraram com cadeias”. Na versão Contemporânea este trecho diz: “Colocaram um gancho em seu nariz, amarraram-no com cadeias de bronze e o levaram para Babilônia”.

IV – Um desviado e a misericórdia de Deus.
Algumas palavras descrevem o estado de espírito em que se encontrou Manasses dentro de um calabouço:
     1. Angústia – é o termo que a Bíblia usa para demonstrar o estado de ânimo deste rei.
     2. Humilhação – “humilhou-se muito”. Os humilhados serão exaltados.
    3. Oração – “orou”. Muitas vezes aprendemos a orar e a buscar a Deus em nossos apertos e necessidades.
    4. Reconhecimento – “reconheceu que o Senhor é Deus”. Aqui poderíamos dizer que foi tarde demais. Creio que o próprio Manasses não tinha mais nenhuma esperança de escape para sua vida.

V – Resultados da intervenção divina.
     1. Deus se aplacou (33.13). O arrependimento do homem mexe com o coração de Deus.
     2. o trouxe de volta a Jerusalém.
     3. o trouxe de volta ao seu trono. Aquilo que Deus lhe deu é seu e ninguém toma, a não ser que você ceda ao pecado.
     4. Manasses edificou.
     5. Manasses desmanchou toda a idolatria.

Conclusão:
O mal provocado por um homem, pode ser perdoado por Deus, mas o povo jamais esquecerá os passos errados.
     1. O povo adorava a Deus nos lugares altos de maneira errada (33.17).
     2. Tirou os deuses e o ídolo, os colocou fora da cidade. Idolatria, feitiçaria e obra de rebelião tem de ser quebrada, esmiuçada e não pode ser preservada, por causa da geração posterior. Amon, seu filho, sacrificou e serviu posteriormente a todas estas imagens (33.22). Somente Josias, o seu neto, a terceira geração, completou a obra, quebrando estes ídolos. Se você fez alguma coisa errada e ainda tem tempo de consertar, não guarde este erro como se fora uma relíquia. Quebre tudo! Não deixe nada para o seu filho.
     3.Tudo ficou escrito (33.19). Que solene advertência para tudo o que fazemos ou falamos!
     4. Depois de morto não teve honrarias como Ezequias, seu pai. <as foi sepultado no jardim da Casa real. Que Deus nos ajude, pois a história se repete.

Pastor Carlos Gomes da Silva.

Topo