Ebede Meleque o Servo do Rei

Texto: Jr 38.7-10.

Jerusalém estava cercada pelo exército babilônico. Era o tempo do reinado de Zedequias. O profeta de Deus, Jeremias, exerceu seu ministério durante cerca de 40 anos, atravessando os reinados de Josias, Jeoacaz, Joaquim I, Joaquim II e Zedequias. Por causa da palavra de Jeová, e devido à falta de firmeza em suas ações, o rei fazia o que os comandantes de seu exercito lhe pedia que fizesse, com medo de tornasse um impopular, finalmente se havia transformado em uma marionete.

Jeremias traz uma palavra de Deus para o povo e por causa dela, os comandantes de Zedequias pedem ao rei que encarcerem o profeta e o metam dentro de um poço. A situação começa a piorar. Dentro do poço a respiração é curta, o calor intenso, a umidade constante pode afetar a saúde de Jeremias. Além disso, dentro do poço não existe alimento.

Surge então a figura de alguém que estava até então fora do contexto – um escravo. Um estrangeiro, africano, natural da Etiópia. Ebede-Meleque, cujo significado era “servo do Rei”. Isto mesmo. Este servo estrangeiro chega até a presença de Zedequias e numa atitude ousada diz: “ó rei, senhor meu, estes homens agiram mal em tudo o que fizera a Jeremias, o profeta. Lançaram-no numa cisterna, onde certamente morrerá de fome, quando não houver mais pão na cidade”. O rei toma agora uma atitude diferente com a que tomou alguns instantes atrás. Envia Ebede-Meleque e mais trinta homens, que, indo por detrás da tesouraria, no porão, consegue algumas roupas velhas e rasgadas e algumas cordas, consegue descer até Jeremias dizendo: “Põe estes trapos velhos e rostos, já apodrecidos, nas axilas, entre os braços e as cordas”. O profeta obedeceu e assim foi retirado de dentro do poço e colocado no pátio da casa do rei.

Certa ocasião o salmista Davi experimentou a terrível sensação de estar dentro de um poço espiritual. Foi então, que escrevendo o Salmo 40 ele descreve com segurança esta terrível experiência: “Esperei com paciência pelo Senhor; ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Tirou-me de um lago horrível, de um charco de lodo...” logo em seguida descreve o que Deus começa a fazer em sua alma: “Pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos. Pôs um novo cântico na minha boca, um hino de louvor ao nosso Deus. Muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor. Bem aventurado o homem que Põe no Senhor a sua confiança, e que não atenta para os soberbos, nem para os que se desviam para a mentira”. Salmo 40.1-4.

Amigo, pode ser que você tenha chegado “ao fundo do poço” e que ao seu olhar não existe mais nenhuma solução para o teu problema. As finanças chegaram ao caso mais extremo, você deve a todo o mundo e as contas chegam a uma montanha de papeis; ou talvez o álcool que você bebia de vez em quando em uma festinha social tenha se tornado um tirano, de tal forma que a tua família já não suporta esta situação. O descontrole emocional, financeiro e moral tenha feito você sucumbir diante de uma situação em que não existem mais alternativas para você. É neste momento, que a figura quase desapercebida do servo do Rei - Jesus, o nosso Ebede-Meleque entra em ação. Ele foi chamado de servo pelo profeta Isaías cerca de 700 anos antes dele nascer!

Não estou lhe apresentando um evangelho ou um Jesus como gênio da lâmpada em que muitos cristãos acodem a ele no momento da desesperação e logo se esquecem quando as coisas chegam a sua normalidade. Jesus é o amigo de todas as horas. Ele está pronto para nos ajudar. Mas não concordo em apresentar um evangelho do tipo enlatado em que basta abri-lo e seguir corretamente as instruções e tudo estará resolvido em sua vida. Ou mesmo aquele do tipo “como resolver os seus próprios problemas em 10 lições”. Você pode ler todos os livros de auto-ajuda que se vendem nos supermercados, ou assistir a todos estes tipos de vídeos, ouvir gravações, participar de grupos de terapia, enfim, todas estas coisas podem ser paliativos para o momento que você está passando, mas que não tirarão você do poço de uma vez por todas e nem te ensinará a cantar uma nova canção.

A maneira de Deus trabalhar é diferente. Talvez ele esteja usando uma pessoa que você nem dê tanto valor. Pode ser um vizinho pobre e crente, importuno, ou mesmo uma criança com perguntas inocentes demais para as tuas ocupações. Ou ainda, que você esteja passando por uma igreja evangélica de bairro, e sabe que ali se reúnem a tua empregada. Ou o jardineiro, ou o motorista e por este motivo a mensagem não chega tanto aos teus ouvidos. Mas a realidade terrível e cruel, é que você se encontra dentro do poço. Neste momento e nesta situação você não tem escolha, tem mesmo é de usar uns trapos velhos, rotos e malcheirosos debaixo das axilas. Mas não se preocupe. A lição é esta, eles vão servir de apoio, a fim de que as cordas que te salvam não te machuquem tanto. De uma coisa tenha certeza – Deus não te deixará ferir além do que já fostes ferido.

Se você está desviado dos caminhos do Senhor, e tanto tempo está longe, a ponto de não ter mais condições de retorno, eu te digo, em nome de Jesus: o momento chegou - O Senhor quer colocar um novo cântico nos teus lábios. Uma canção que exalte a soberania de Deus, uma canção que declare todo o teu amor por aquele que morreu na cruz por ti, que ressurgiu da sepultura por ti, e que está vivo para interceder por ti, a fim de que sejas salvo e transformado pelo poder de Deus. Toda a tua revolta, toda a ira, todos os ressentimentos do passado e do presente, devem ser depositados aos pés de Jesus Cristo neste momento. Ele te tira deste poço profundo. Não importa os métodos que ele queira usar para te tirar dali, o que importa mesmo é que ele quer salvar a tua vida da perdição. Aceita-o, recebe-o hoje, agora mesmo.

Topo